betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Se tiver que virar a mesa é antes das eleições”, disse Augusto Heleno em reunião com Bolsonaro

    Investigadores sustentam que fala do então ministro evidencia necessidade de os órgãos de Estado vinculados ao governo atuarem para assegurar vitória de Bolsonaro

    Teo Curyda CNN

    Brasília

    O ex-ministro general Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência, afirmou, em reunião ministerial comandada pelo então presidente Jair Bolsonaro (PL), que “se tiver que virar a mesa é antes das eleições”. O general, um dos principais conselheiros de Bolsonaro, disse ainda que era necessário “agir contra determinadas instituições e contra determinadas pessoas”

    A reunião aconteceu em julho de 2022 e fora convocada por Bolsonaro, de acordo com a Polícia Federal. Um vídeo da reunião foi encontrado no computador do tenente-coronel Mauro Cid, ajudante de ordens de Bolsonaro durante o governo.

    “Não vai ter revisão do VAR. Então, o que tiver que ser feito tem que ser feito antes das eleições. Se tiver que dar soco na mesa é antes das eleições. Se tiver que virar a mesa é antes das eleições”, afirmou Augusto Heleno.

    Os investigadores da PF sustentam que a fala do então ministro evidencia a necessidade de os órgãos de Estado vinculados ao governo federal atuarem para assegurar a vitória de Bolsonaro.

    “Eu acho que as coisas têm que ser feitas antes das eleições. E vai chegar a um ponto que nós não vamos poder mais falar. Nós vamos ter que agir. Agir contra determinadas instituições e contra determinadas pessoas. Isso pra mim é muito claro”, afirmou Heleno no encontro.

    O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ao autorizar a operação deflagrada nesta quinta-feira (8) escreveu em sua decisão que a descrição da reunião “nitidamente, revela o arranjo de dinâmica golpista, no âmbito da alta cúpula do governo”.

    betway Mapa do site