betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Novas imagens mostram major indicado por general Heleno guiando criminosos no Planalto

    José Eduarto Natale de Paula também foi visto entregando água aos vândalos

    Imagens do 8 de janeiro no Palácio do Planalto mostram o major José Eduardo Natale guiando vândalos
    Imagens do 8 de janeiro no Palácio do Planalto mostram o major José Eduardo Natale guiando vândalos Reprodução

    Da CNN

    Novas imagens internas dos ataques contra o Palácio do Planalto no dia 8 de janeiro mostram o major José Eduarto Natale de Paula, então integrante do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), guiando criminosos durante a ação.

    Às 16h06, ele pode ser visto ao telefone, seguido por vândalos com bandeiras do Brasil. Era de Natale a responsabilidade da guarda do Planalto naquele dia. Ele foi nomeado para o Gabinete pelo general Augusto Heleno.

    Um pouco mais tarde, às 16h18, é possível ver, pela primeira vez, o ex-ministro do GSI Gonçalves Dias em um elevador, também ao telefone. Conforme informou Daniela Lima, âncora da CNN, um agente da Polícia Federal (PF) afirmou que, neste momento, o general parecia “rifado” (perdido).

    Às 16h28, Natale pode ser visto na antessala do gabinete da Presidência da República (onde golpistas já haviam arrombado portas). Então, o major, segundo integrantes da PF que analisaram a íntegra dos vídeos, aparece “guiando” os vândalos — como é possível ver um grupo de pessoas o seguindo.

    Veja as imagens na sequência completa explicadas por Daniela Lima no vídeo abaixo:

    O militar chegou a indicar caminho e cumprimentar um dos criminosos. Um homem mais exaltado dá um chute em uma das portas e Natale tenta contê-lo. Porém, o vândalo pega um extintor e o major o deixa passar, fechando a porta. Em outro momento, o major também deu água aos criminosos.

    Às 16h29, Gonçalves Dias sai de uma sala, aparentando ser o mesmo local onde Natale havia indicado aos golpistas, e analisa a antessala do gabinete da Presidência.

    Conforme ressaltou Daniela Lima, o major Natale estava sob a ordem de Dias. Cerca de 30 segundos após o aparecimento do ex-ministro, que se dirigiu pelo corredor, o major volta por onde havia saído, fecha uma porta, e se retira novamente.

    Dias então volta ao ambiente, tendo encontrado alguns golpistas, e os deixa passar. Conforme explica Daniela Lima, da CNN, a atuação “tímida” e “acanhada” do ex-ministro diante do cometimento de crimes foi determinante para sua demissão.

    Imagens divulgadas pela CNN

    No dia 19, a CNN divulgou, com exclusividade, imagens de 22 câmeras do circuito de segurança do Palácio do Planalto que mostram a ação dos agentes do GSI durante a invasão ao prédio.

    As imagens revelam que o então ministro-chefe do Gabinete de Segurança da Presidência da República esteve no Palácio no momento da invasão. O general Gonçalves Dias aparece circulando entre os invasores.

    No mesmo dia 19, Dias pediu demissão do cargo de ministro. No Congresso, também como efeito da divulgação das imagens pela CNN, a base aliada do governo passou a apoiar a instalação de uma CPMI para investigar os atos de 8 de janeiro.

    A íntegra das imagens que envolvem o ex-ministro e os criminosos que invadiram o Palácio do Planalto foi disponibilizada pela CNN em todas as suas plataformas na quinta-feira, dia 20.

    Os vídeos divulgados com exclusividade pela CNN no último dia 19 foram gravados por 22 câmeras diferentes. Nessas imagens, obtidas em primeira mão pela emissora, não havia ainda o registro do momento em que o presidente Lula chegou ao Palácio do Planalto para avaliar os danos provocados pelos criminosos.

    *publicado por Tiago Tortella, da CNN

    betway Mapa do site