betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula lembra ditadura e diz que militares “se apoderaram” do 7 de Setembro

    Presidente, que afirmou gostar da data, declarou que o Dia da Independência deve ser celebrado por todos

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) 17/07/2023 REUTERS/Johanna Geron

    Lucas SchroederAna Patrícia Alvesda CNN

    São Paulo e Brasília

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou, nesta terça-feira (5), que os militares “se apoderaram” do 7 de Setembro durante a ditadura militar (1964-1985), e que o Dia da Independência do Brasil, na verdade, deveria ser celebrado por todos.

    “Todo país no mundo tem, no dia da independência, uma grande festa. O que aconteceu no Brasil é que como nós tivemos, durante 23 anos, um regime autoritário, a verdade é que os militares se apoderaram do 7 de Setembro”, disse Lula durante sua live semanal.

    De acordo com o presidente, a data deixou de ser celebrada pela sociedade como um todo. O mandatário também afirmou gostar bastante do evento.

    “O que nós estamos querendo fazer agora, com a participação do Exército, Marinha e Aeronáutica, é um 7 de Setembro de todos. Ou seja, o 7 de Setembro é do militar, do professor, do médico, do dentista, do advogado, do vendedor de cachorro-quente, é do pequeno e médio empreendedor individual”, frisou Lula.

    Questionado sobre a cerimônia deste ano, o petista declarou acreditar que a comemoração será pacífica.

    “Acho que o 7 de Setembro é o dia de a gente comemorar a nossa autonomia diante da Coroa, esse foi o grande feito”, acrescentou Lula.

    Desfile em Brasília será menor, sem discurso de Lula e com custo menor

    O desfile de 7 de Setembro deste ano deve custar pouco mais de R$ 3 milhões aos cofres do governo federal – cerca de R$ 300 mil a menos do que foi gasto pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no ano passado. A informação é dos âncoras da CNN Gustavo Uribe e Tainá Falcão.

    Cerca de 7 mil militares devem participar do desfile. Além disso, haverá reforço da Força Nacional de Segurança e da Polícia Militar. O número de policiais civis e militares que atuarão na data deve superar o da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Plano Escudo do Palácio do Planalto também contará com reforço no contingente.

    A expectativa é que, neste ano, o desfile seja menor, sem a participação da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Não está previsto discurso de Lula (PT) durante o desfile.

    betway Mapa do site