betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula abraça Tarcísio e diz que governador terá da Presidência “tudo que for necessário”

    Presidente da República e governador de SP participaram de evento para anunciar obras do túnel que ligará Santos ao Guarujá; cerimônia também comemorou 132 anos do Porto de Santos

    Renata Souzada CNNVictor Aguiarda CNN*

    São Paulo

    O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) falou, em evento realizado nesta sexta-feira (2) no Porto de Santos, sobre a necessidade de restaurar a normalidade no país, e reforçou a parceria com o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).

    No evento, presidente e governador anunciaram o compromisso firmado entre governo federal e estadual para a construção de um túnel ligando as cidades de Santos e Guarujá, e outras obras na Baixada Santista.

    “Quero te dizer Tarcísio, você terá da Presidência da República tudo aquilo que for necessário, porque eu não estou beneficiando o governador, eu estou beneficiando o estado mais importante da federação, com 42 milhões de habitantes, estado que eu devo tudo o que sou”, disse o petista ao governador.

    Lula ainda abraçou Tarcísio no evento, e o governador agradeceu ao presidente pela parceria.

    “É hora de celebrar o que é histórico. Não importa ter opinião diferente. O que importa é enxergar o verdadeiro interesse público. Importa enxergar que nós temos que fazer a diferença pelo cidadão. Interessa que nós temos que deixar um legado e nós vamos deixar o legado e vamos deixar esse legado trabalhando juntos. Muito obrigado pela parceria, presidente Lula”, afirmou Tarcísio.

    As obras para construção do túnel, com 860 metros de extensão entre as margens, têm previsão de investimento de R$ 5,8 bilhões. O projeto corresponderá ao primeiro túnel imerso da América Latina, estando localizado ao fundo do canal a uma profundidade de 21 metros.

    Anteriormente, o governo federal ventilou levar adiante a obra sem apoio do estado de São Paulo. No início da semana, porém, Tarcísio foi a Brasília e participou de reuniões com as autoridades e selou acordo para a parceria.

    “Esse túnel é necessário. E esse túnel fica muito caro, seja para São Paulo, seja para o governo federal, fazer sozinho. Então, com muita humildade, São Paulo já tinha o projeto, o meio ambiente já tinha aprovado, então a gente não poderia ficar com a ideia de que o governo federal deveria fazer e São Paulo ficar fora. Não, humildemente eu falei para o Rui Costa, falei para o ministro, traga o Tarcísio aqui que nós vamos fazer uma parceria”, afirmou o presidente durante o evento desta sexta.

    Lula ainda criticou a “narrativa de setores da elite brasileira de destruir a imagem do Estado”.

    O petista ressaltou que as autoridades eleitas pelo voto popular têm “o direito de governar esse país do jeito que a gente entender que deva governar”.

    “E o Tarcísio governar São Paulo e os prefeitos governarem as cidades. Então nós queremos provar que esse porto, com a sua autoridade portuária, vai fazer tanto ou mais do que qualquer empresário faria nesse país”, acrescentou.

    Sobre investimentos no estado, o presidente afirmou ainda que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou R$ 1.350 bilhão em investimentos para o eixo Norte do Rodoanel.

    Construção de institutos federais

    Durante seu discurso, Lula afirmou ainda que o governo construirá 12 institutos federais no estado de São Paulo. O presidente citou as cidades de Santos e São Vicente como duas das futuras beneficiadas com unidades.

    Momentos antes, o ministro o Empreendedorismo, da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, Márcio França, havia sugerido ao governo a criação de institutos federais no litoral paulista, como forma de capacitar os jovens da região.

     

    *Sob supervisão de Marcelo Freire

    betway Mapa do site