betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Expansão da CPTM, novas linhas de metrô e túnel Santos-Guarujá: os projetos que Tarcísio vai levar a megainvestidores na Europa

    Ações, com foco em mobilidade urbana, somam R$ 235 bilhões

    Governador de SP, Tarcísio de Freitas
    Governador de SP, Tarcísio de Freitas 15/12/2021REUTERS/Amanda Perobelli

    Daniel Rittnerda CNN

    Brasília

    Em reuniões com megainvestidores europeus, na próxima semana, o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) vai levar um cardápio de projetos que somam R$ 235 bilhões.

    O maior foco da missão — que passará por Madri, Milão e Paris — está em mobilidade urbana. A CNN obteve a apresentação, na íntegra, que será feita para multinacionais com ativos em infraestrutura.

    Tarcísio se encontrará com altos executivos de pelo menos dez grandes empresas do setor: as espanholas Acciona e Sacyr; as italianas Gavio e Ghella; as francesas Alstom, Vinci, Keolis, Transdev e Stoa; e a holandesa Tec Tunnel.

    Entre os projetos a serem apresentados, destacam-se:

    • Linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade da CPTM: rede de 128 km de extensão, com R$ 10 bilhões de investimentos e dez novas estações, em formato de parceria público-privada
    • Linhas 19-Celeste e 20-Rosa do Metrô: rede de 46 km de extensão, com R$ 45 bilhões de investimentos e 39 estações, em formato de parceria público-privada
    • Lote Nova Raposo: relicitação da rodovia Raposo Tavares, com leilão do terceiro trimestre de 2024 e previsão de R$ 10,4 bilhões em investimentos, incluindo implantação de faixa adicional e nova chegada a São Paulo
    • Trem Intercidades (São Paulo-Sorocaba): o primeiro eixo do TIC, entre São Paulo e Campinas, será leiloado no dia 29/2. O segundo, batizado de Eixo Oeste, requer mais de R$ 8 bilhões em investimentos e o governo quer o leilão no fim de 2025

    O portfólio de projetos abrange outras concessões de rodovias e o túnel imerso Santos-Guarujá, objeto de acordo entre Tarcísio e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta sexta-feira (3).

    O custo do empreendimento será majoritariamente dividido entre a União e o governo de São Paulo, com aporte de R$ 2,7 bilhões cada um, mas estima-se que ainda será preciso ter um acionista privado com participação minoritária — em formato de PPP.

    De qualquer forma, seja para a construção ou para a operação do túnel, Tarcísio quer atrair interessados e vê a holandesa Tec Tunnel como potencial entrante. Ele se reunirá com executivos da empresa em Paris.

    betway Mapa do site