betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CPMI adia depoimento de Walter Delgatti, o ‘hacker da Vaza Jato’, para 17 de agosto

    Presidente da comissão, deputado Arthur Maia (União-BA), disse que o adiamento dará tempo para que os membros analisem as provas contra Delgatti que chegaram aos parlamentares

    Walter Delgatti, hacker da Lava Jato
    Walter Delgatti, hacker da Lava Jato CNN/Reprodução

    Marcos Amorozoda CNN

    Brasília

    O depoimento do hacker Walter Delgatti Neto à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que apura os atos de 8 de janeiro foi adiado para o próximo dia 17.

    Segundo a relatora da comissão, senadora Eliziane Gama (PSD-MA), há “óbices” ao depoimento porque Delgatti está preso desde 2 de agosto, suspeito de invasão a sistemas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

    O presidente da CPMI, deputado Arthur Maia (União-BA), disse que o adiamento dará tempo para que os membros analisem as provas contra Delgatti que chegaram na comissão.

    “Penso que a oitiva do hacker Walter Delgatti só será contributiva para a CPMI do 8 de janeiro depois que tivermos acesso aos documentos e provas, como quebras de sigilos e outros. Não adianta ouvi-lo agora sem os elementos necessários para confrontá-lo”, afirmou Maia.

     

    O nome de Delgatti surgiu na comissão logo depois que ele foi detido em uma operação da Polícia Federal, no último dia 2 de agosto, sobre invasões ao sistema do Poder Judiciário.

    Os crimes investigados pela PF ocorreram entre os dias 4 e 6 de janeiro de 2023, quando teriam sido inseridos no sistema do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e, possivelmente, de outros tribunais pelo país, 11 alvarás de soltura de indivíduos presos por motivos diversos, além de um mandado de prisão falso contra Alexandre de Moraes.

    Na mesma operação que os policiais prenderam Delgatti, houve o cumprimento de mandados de busca nos endereços da deputada federal Carla Zambelli (PL-SP).

    A PF suspeita que a parlamentar tenha contratado o hacker para incluir documentos no sistema judicial e possivelmente interferir em urnas eletrônicas através do código-fonte.

    A PF encontrou pagamentos de dois assessores de Zambelli ao hacker Walter Delgatti de forma fracionada. Um requerimento de convocação de Zambelli para depor na CPMI chegou a ser protocolado, mas não foi votado.

    A CPMI não terá audiência amanhã por causa do falecimento de uma pessoa próxima à relatora da comissão, a senadora Eliziane Gama, que teve de ir ao Maranhão. A presidência da CPMI considerou que não fazia sentido realizar uma reunião da comissão sem a presença da relatora.

    Vídeo: Saiba quem é Walter Delgatti, o hacker da “Vaza Jato”

    betway Mapa do site