betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Bolsonaro pede fim de bloqueios, transição de governo e mais de 3 de novembro

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) publicou um vídeo em seu Facebook na noite desta quarta-feira (2) em que pede que seus apoiadores desobstruam as rodovias que estão ocupando por todo o país

    Bolsonaro faz apelo por fim de bloqueios: “Desobstruam as rodovias”
    Bolsonaro faz apelo por fim de bloqueios: “Desobstruam as rodovias” Reprodução

    betway

    O vídeo publicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que orienta seus apoiadores a desobstruírem as rodovias pelo país, e o início da transição de governo com reunião entre Alckmin e Ciro Nogueira estão entre os destaques desta quinta-feira (3).

    Bolsonaro faz apelo por fim de bloqueios: “Desobstruam as rodovias”

    O presidente Jair Bolsonaro (PL) publicou um vídeo em seu Facebook na noite desta quarta-feira (2) em que pede que seus apoiadores desobstruam as rodovias que estão ocupando por todo o país. O chefe do Executivo, derrotado no pleito presidencial do último domingo (30), disse que entende a frustração dos manifestantes, mas, segundo ele, o momento é de “colocar a cabeça no lugar”.

    “Sei que vocês estão chateados, estão tristes, esperavam outra coisa. Eu também. Estou tão chateado quanto você. Mas nós temos que ter a cabeça no lugar”, afirmou.

    Bolsonaro disse que a obstrução de rodovias prejudica o direito de ir e vir da população e disse que não se pode “perder a legitimidade”.

    “Os protestos e as manifestações são muito bem-vindas, fazem parte do jogo democrático. [….] Agora, tem algo que não é legal. O fechamento de rodovias pelo Brasil prejudica o direito de ir e vir das pessoas. Está na nossa Constituição. E nós sempre estivemos dentro dessas quatro linhas. Tem que [se] respeitar o direito de outras pessoas que estão se movimentando”, completou.

    Alckmin e Ciro Nogueira se reúnem nesta quinta para iniciar transição de governo

    O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB), indicado como coordenador da equipe de transição do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, se reúnem na tarde desta quinta-feira (3), em Brasília, para formalizar o início da transição do atual para o futuro governo.

    Essa será a primeira ida de Alckmin a Brasília desde o segundo turno da eleição, realizado no domingo (30). A reunião também terá a participação do coordenador do programa de governo de Lula, Aloizio Mercadante, e da presidente do PT, Gleisi Hoffmann.

    Ciro Nogueira tem feito o diálogo do governo Jair Bolsonaro (PL) com aliados de Lula. Pela Lei 10.609/2002, que prevê a transição de governos, o ministro da Casa Civil é o responsável por coordenar o processo.

    Na terça-feira (1º), o ministro afirmou que Bolsonaro autorizou o início do processo de transição. Ele cedeu o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) para que a equipe de Lula se instale durante esse período.

    Coligação de Lula cogita abrir mão de disputa à presidência da Câmara por governabilidade

    Os partidos que formam a coligação em torno do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cogitam abrir mão da disputa pela presidência da Câmara dos Deputados no início de 2023 visando conseguir maior governabilidade à futura gestão petista.

    A ideia está sendo debatida internamente e vai depender dos resultados de conversas e negociações futuras com outras bancadas na Casa. As siglas que formaram a coligação vitoriosa da eleição presidencial deste ano são PT, PSOL, Rede, PSB, PCdoB, PV, Agir, Avante, Pros e Solidariedade.

    A avaliação é que pode ser melhor os partidos darem um passo para trás e apoiar outro nome que dê mais condições de unir os deputados federais em torno de matérias de interesse do futuro governo Lula do que lançar um nome próprio e perder a disputa.

    A ordem, no momento, é não se envolver diretamente nas corridas às presidências da Câmara e do Senado. A única condição em que os partidos da coligação devem lançar um candidato próprio ao comando da Câmara de forma oficial é se tiverem certeza da vitória, o que se desenha como pouco provável.

    Membros da base de Bolsonaro ensaiam blocão suprapartidário de oposição a Lula

    Integrantes da base do governo de Jair Bolsonaro (PL) na Câmara dos Deputados já ensaiam formar um blocão suprapartidário para fazer oposição a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a partir de 2023.

    A ideia é que deputados federais de partidos mais alinhados hoje ao presidente Bolsonaro se juntem para defender a continuidade das reformas tributária e administrativa, além de tentar manter vivas as chamadas pautas de costume como discurso da direita.

    Os partidos que têm bancadas na Câmara ainda estão em conversas internas e com aliados de Lula para saber como proceder e quais as perspectivas de espaços no futuro governo petista. Portanto, as articulações estão apenas no início.

    Mas, se o blocão realmente vingar, a intenção de seus articuladores é de que seja uma espécie de fiel da balança para pautas de interesse do futuro governo que precisem de ampla maioria de aprovação no plenário da Câmara, como Propostas de Emendas à Constituição (PECs).

    Número de bloqueios e interdições em rodovias federais cai para 108, diz PRF

    Segundo levantamento da Polícia Rodoviária Federal divulgado às 22h45 desta quarta-feira (2), o Brasil tem 108 pontos de obstrução em rodovias federais. São 91 interdições e 17 bloqueios, promovidos por manifestantes que protestam contra a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa presidencial.

    No balanço anterior, divulgado às 16h30, eram 146 ocorrências.

    As paralisações acontecem em 12 estados: Acre, Amazonas, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rondônia, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Antes, eram 20 unidades da federação.

    A PRF diz já ter desmobilizado 776 interdições e bloqueios.

    Newsletter

    Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.aa-tw.com.

    * Publicado por Léo Lopes

    betway Mapa do site