betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    MPF pede à PGR que solicite esclarecimento a Queiroga sobre ataque ao ConecteSUS

    Ministério Público Federal no Distrito Federal destaca possiblidade de danos para as pessoas que têm dados cadastrados no sistema

    Aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde, sofreu ataque hacker
    Aplicativo Conecte SUS, do Ministério da Saúde, sofreu ataque hacker Tony Winston/MS

    André RigueJulyanne Jucáda CNN

    São Paulo

    O Ministério Público Federal (MPF) no Distrito Federal enviou pedido à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que um ofício seja encaminhado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, para que ele forneça informações sobre o ataque hacker que afetou o sistema do ConecteSUS.

    Segundo o MPF, existe a possiblidade de danos para as pessoas que têm dados cadastrados no sistema. O ataque ocorreu em 10 de dezembro.

    O MPF não pode enviar diretamente o pedido para a Saúde. Por ser uma pasta federal, o ofício deve ser feito pela PGR, comandada por Augusto Aras.

    No pedido enviado à PGR, a procuradora Luciana Loureiro pede esclarecimentos em até 10 dias e informa que existe no MPF do Distrito Federal um inquérito civil instaurado para apurar suposto vazamento ou exposição de dados de usuários do SUS, ocorrido em mais de uma modalidade, desde 2020.

    A nota do MPF menciona que Loureiro recomendou em setembro deste ano à Saúde que adotasse medidas preventivas para reforçar a segurança do banco de dados da pasta e se adequasse à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

    A procuradora Luciana Loureiro citou ainda episódios de exposição de dados devido a falhas na programação de funcionalidades do eSUS Notifica – ocorridos em 2020.

    betway Mapa do site