betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    NY pode demorar mais para reabrir economia devido à falta de exames de COVID-19

    Prefeito Bill de Blasio disse que precisa realizar mais exames por dia e ver as hospitalizações diminuírem com mais intensidade antes de reativar as atividades

    Foto: Luiza Duarte/ CNN

    Da betway*, em São Paulo

    Nova York pode demorar semanas ou até meses para reativar sua economia, devido à falta de exames de COVID-19 em grande escala, disse o prefeito Bill de Blasio, nesta segunda-feira (20). A declaração acontece mesmo em meio à revogação por algumas autoridades de restrições à vida cotidiana.

    De Blasio afirmou que a cidade precisa realizar centenas de milhares de exames por dia e ver as hospitalizações diminuírem mais antes de reabrir. “Poderíamos chegar lá, mas não conseguimos fazê-lo sem exames abrangentes, e até agora o governo federal ainda não conseguiu arranjar isso”, disse no programa “Morning Joe” da rede MSNBC.

    “O governo federal, especialmente, precisa receber o memorando dizendo que isso ainda não acabou, e se você fingir que acabou só vai voltar e piorar tudo”, acrescentou. 

    O alerta de De Blasio sobre os exames ecoou comentários feitos por vários governadores durante o final de semana em que estes contestaram as afirmações do presidente Donald Trump, segundo o qual estes têm exames suficientes da Covid-19, a doença respiratória causada pelo novo coronavírus.

    Os EUA têm de longe o maior número de casos confirmados de coronavírus do mundo – são mais de 750 mil infecções e mais de 40.500 mortes, quase metade delas no Estado de Nova York, de acordo com uma contagem da Reuters.

    As diretrizes de Trump para reativar a economia recomendam um registro estadual de 14 dias de recuo na quantidade de casos antes da suspensão gradual das restrições, mas o presidente republicano pareceu incentivar os manifestantes que querem reabrir mais cedo com uma série de tuítes publicados na sexta-feira pedindo-os que “LIBERTEM” Michigan, Minnesota e Virgínia – todos Estados com governadores democratas.

    Estima-se que 2.500 pessoas se reuniram no capitólio estadual de Olympia, em Washington, para protestar contra a ordem de confinamento domiciliar do governador democrata Jay Inslee, uma de várias manifestações.

    Os moradores da Flórida tiveram permissão de voltar a algumas praias depois que o governador, Ron DeSantis, aprovou o relaxamento de algumas restrições.

    Charlie Latham, prefeito de Jacksonville Beach, disse que o primeiro final de semana de reabertura da praia com horário limitado correu bem, sem prisões de pessoas por violação das regras de distanciamento social, que incluem a proibição de cadeiras.

    *Com informações da Reuters 

    betway Mapa do site