betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EUA mostram preocupação com laços militares entre Rússia e Coreia do Norte

    Secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, se reuniu com o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Park Jin, para discutir estratégia de combate às ameaças do regime norte-coreano

    Antony Blinken e Park Jin em Seul
    Antony Blinken e Park Jin em Seul 9/11/2023 REUTERS/Jonathan Ernst

    Soo-hyang ChoiJu-min Parkda Reuters

    O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disse nesta quinta-feira (9) que compartilha das preocupações sul-coreanas sobre a crescente cooperação militar entre a Coreia do Norte e a Rússia, que ele chamou de “via de mão dupla” envolvendo fluxos de armas e apoio técnico.

    Blinken e o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Park Jin, também disseram que discutiram a chamada estratégia de dissuasão estendida para combater as ameaças da Coreia do Norte, o que significa o uso de recursos militares dos EUA, incluindo suas forças nucleares, para proteção contra ataques.

    “Temos preocupações reais sobre qualquer apoio aos programas de mísseis balísticos da Coreia do Norte, à sua tecnologia nuclear e à sua capacidade de lançamento espacial”, disse Blinken em uma coletiva de imprensa na capital sul-coreana. “Estamos trabalhando para… identificar, expor e, conforme necessário, combater esses esforços.”

    A visita de dois dias de Blinken à Coreia do Sul é a primeira em dois anos e meio e faz parte de uma viagem mais ampla pela Ásia, que incluiu uma visita ao Japão e uma parada na Índia.

    Ele foi para a Ásia proveniente do Oriente Médio, onde o conflito em Gaza se combinou com a guerra na Ucrânia para ofuscar os esforços de Washington em se concentrar na região do Indo-Pacífico.

    Armas norte-coreanas teriam sido usadas em Gaza, e os Estados Unidos e seus aliados condenaram o que dizem ser o fluxo de armas e equipamentos militares da Coreia do Norte para a Rússia para uso na Ucrânia.

    A Coreia do Norte e a Rússia negaram qualquer acordo de armas, embora seus líderes tenham prometido uma cooperação militar mais estreita quando se encontraram em setembro no extremo leste da Rússia.

    Veja também – O que é Hezbollah, grupo radical islâmico que planejava ataque ao Brasil

    betway Mapa do site