betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Coreia do Norte diz que satélite militar é indispensável para combater “militarização espacial” dos EUA

    Segundo a mídia norte-coreana, EUA buscam maior hegemonia militar na Ásia por meio da expansão de sua força espacial

    Emissora de TV exibe reportagem sobre lançamento de foguete pela Coreia do Norte, em estação de trem em Seul
    Emissora de TV exibe reportagem sobre lançamento de foguete pela Coreia do Norte, em estação de trem em Seul 24/08/2023REUTERS/Kim Hong-Ji

    Hyonhee Shinda Reuters

    A mídia estatal norte-coreana afirmou nesta terça-feira (10) que o programa de satélites espiões da Coreia do Norte é uma medida indispensável para combater a “militarização espacial” dos Estados Unidos, que visa reforçar a capacidade de ataque nuclear preventivo dos EUA e garantir a “supremacia mundial”.

    Ri Song Jin, descrito pela agência oficial de notícias KCNA como pesquisador da Administração Nacional de Tecnologia Aeroespacial, acusou os Estados Unidos de buscarem uma maior hegemonia militar na Ásia por meio da expansão de sua força espacial em um artigo intitulado: “Implantação da força espacial norte-americana com o objetivo de uma guerra de agressão preventiva”.

    Ri destacou a recente viagem do comandante da Força Espacial dos Estados Unidos a Tóquio e a implantação de um componente da Força Espacial na Coreia do Sul, onde seus membros participaram de exercícios militares conjuntos pela primeira vez este ano.

    Essas ações “não passam de uma cortina camuflada para encobrir o cenário de ataque preventivo contra os países independentes e anti-Estados Unidos”, disse Ri, mencionando Coreia do Norte, China e Rússia.

    A Coreia do Norte fracassou duas vezes na tentativa de colocar um satélite espião em órbita, em maio e agosto, e prometeu tentar novamente já em outubro.

    No mês passado, o líder norte-coreano, Kim Jong Un, visitou o centro de lançamento espacial mais moderno da Rússia, onde o presidente russo, Vladimir Putin, prometeu ajudá-lo a construir satélites.

    Em outra reportagem da KCNA, um comentarista de assuntos internacionais chamado Ra Jong Min denunciou o envio planejado pelo Canadá de navios militares, aeronaves e pessoal para a “Operação Neon”, com o objetivo de garantir a implementação das sanções da ONU contra a Coreia do Norte.

    A operação tem o objetivo de identificar suspeitas de evasão de sanções no mar, incluindo transferências de combustível de navio para navio e outras atividades proibidas.

    Ra acusou o Canadá de “pular no fogo com mato nas costas” devido à “crença cega em seu mestre norte-americano”, apesar da possibilidade cada vez maior de um conflito militar na península entre as Coreias.

    Veja também – CNN mostra como é estrutura de um bunker em Israel

    betway Mapa do site