betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fórmula 1 abre 2023 no Bahrein com rivais tentando conter possível “dinastia” de Verstappen

    Atual bicampeão do mundo é favorito à terceira conquista seguida e pode igualar feito de Juan Manuel Fangio, Michael Schumacher, Sebastian Vettel e Lewis Hamilton

    Max Verstappen após conquistar o título da temporada 2022 da Fórmula 1
    Max Verstappen após conquistar o título da temporada 2022 da Fórmula 1 Photo by Dan Istitene - Formula 1/Formula 1 via Getty Images

    Gabriel FernedaMurillo Ferrarida CNN

    em São Paulo

    Pouco mais de três meses após conquistar o bicampeonato Mundial de Fórmula 1, o holandês Max Verstappen, da Red Bull, inicia a busca pelo terceiro título seguido com o início da temporada 2023 da categoria, na disputa do Grande Prêmio do Bahrein.

    A corrida em Sakhir está marcada para as 12h deste domingo (5). O treino de classificação será no sábado (4), também às 12h, e, antes disso, estão programadas três sessões de treinos livres: na sexta-feira (3), às 8h30 e às 12h, e no sábado, às 8h30.

    Favorito ao título após os resultados da pré-temporada, Verstappen tem a oportunidade neste ano de igualar a marca de quatro lendas do esporte, ao se tornar o quinto piloto a conquistar ao menos três títulos em sequência.

    Nos anos 1950, o argentino Juan Manuel Fangio foi tetracampeão entre 1954 e 1957. No início dos anos 2000, Michael Schumacher venceu cinco títulos entre 2000 e 2004.

    Sebastian Vettel venceu quatro títulos entre 2010 e 2013, e o heptacampeão Lewis Hamilton, último a conquistar o feito, ganhou quatro campeonatos entre 2017 e 2020.

    Veja as principais mudanças para a temporada da Fórmula 1 e saiba o que esperar da principal categoria do automobilismo mundial neste ano.

    Quem é quem

    O ano de 2023 será a sétima temporada seguida com 20 pilotos e 10 equipes na disputa. Alfa Romeo,Ferrari,Mercedes e Red Bull seguem com a mesma dupla da última temporada, enquanto AlphaTauri, Alpine,Aston Martin, Haas, McLaren e Williams têm novidades.

    Red Bull

    A atual campeã do Mundial de Construtores e do Mundial de Pilotos desponta como favorita para dominar a categoria mais uma vez em 2023, após o bom desempenho na pré-temporada, tanto de Max Verstappen quanto de Sergio Pérez.

    O holandês, atual bicampeão do mundo, se coloca como favorito para conquistar o tricampeonato, após ter vencido 15 das 22 corridas de 2022.

    Já seu companheiro mexicano teve duas vitórias em 2022, terminando o campeonato na terceira posição geral, e iniciará sua 13ª temporada na F1.

    Ferrari

    A Ferrari manteve a dupla Charles LeclerceCarlos Sainz para 2023.

    Apesar de ter terminado longe da Red Bull na classificação geral, o desempenho da equipe italiana, principalmente no início da temporada passada, surpreendeu. Leclerc venceu duas das três primeiras provas e ficou em segundo no campeonato.

    Sainz teve problemas ao longo da temporada passada, e terminou em quinto na classificação. Em seu terceiro ano na Ferrari, o espanhol busca engrenar de vez com a equipe.

    Mercedes

    A Mercedes teve dificuldade para se adaptar às mudanças técnicas e aerodinâmicas do carro no ano passado e perdeu o título de construtores pela primeira vez depois de oito anos.

    Depois da primeira temporada de sua carreira sem vitória, após 15 anos na F1, o heptacampeão Lewis Hamilton volta em busca de uma adaptação melhor e de bons resultados para ajudar a equipe a voltar ao topo.

    Já o jovem britânico George Russell teve algumas boas corridas em 2022 e venceu pela primeira vez, no GP do Brasil. Em 2023, busca se consolidar na equipe.

    Alpine

    O francês Pierre Gasly, que passou os últimos três anos na AlphaTauri, fará a sua estreia na Alpine em 2023. Ele tem uma vitória no currículo, no Grande Prêmio da Itália, em 2020.

    O companheiro dele será o também francês Esteban Ocon, que chega em seu terceiro ano na escuderia, e também tem uma vitória na carreira, no Grande Prêmio da Hungria, em 2021.

    McLaren

    Destaque da equipe nos últimos quatro anos, Lando Norris volta com a McLaren para 2023, em busca de melhorar a sétima posição no Mundial de Pilotos obtida no ano passado.

    A equipe laranja será responsável também por promover uma das estreias da temporada: o jovem australiano Oscar Piastri, campeão da Fórmula 3 em 2020 e da Fórmula 2 em 2021, que substituirá Daniel Ricciardo.

    Alfa Romeo

    A Alfa Romeo se mantém com a mesma dupla que competiu em 2022. O chinês Guanyu Zhou, que terminou três corridas em 2022 na zona de pontuação, volta para sua segunda temporada com a escuderia.

    Ele terá como companheiro o experiente finlandês Valtteri Bottas, que acumula dois vice-campeonatos na Fórmula 1, em 2019 e 2020, quando correu pela Mercedes ao lado de Hamilton.

    Aston Martin

    Surpresa na pré-temporada devido ao bom desempenho do carro, a Aston Martin busca crescer na Fórmula 1, após duas temporadas decepcionantes em 2021 e 2022.

    A equipe será liderada pelo bicampeão mundial Fernando Alonso, que estava na Alpine, e chega à equipe em 2023 para substituir o tetracampeão Sebastian Vettel, que se aposentou.

    O companheiro do piloto de 41 anos será Lance Stroll, filho do proprietário da equipe, Lawrence Stroll. Depois de sofrer um acidente de bicicleta na pré-temporada, o piloto foi confirmado pela equipe e competirá no Bahrein – ele havia sido substituído, na pré-temporada, pelo brasileiro Felipe Drugovich, campeão da Fórmula 2 em 2022, piloto reserva da Aston Martin.

    Haas

    A Haas manteve Kevin Magnussen, que fará sua sexta temporada, no total, pela equipe. No último ano, o dinamarquês foi quinto colocado na corrida de estreia, no Bahrein.

    O alemão Mick Schumacher saiu da equipe, e abriu espaço para seu compatriota Nico Hülkenberg retornar à categoria de forma definitiva.

    Hülkenberg correu como titular entre 2010 e 2019, por várias equipes, e foi reserva da Racing Point em 2020 e da Aston Martin na temporada passada. Ele correu em apenas quatro GPs nos últimos dois anos.

    AlphaTauri

    O japonês Yuki Tsunoda não fez uma grande temporada em 2022, mas retorna como piloto da AlphaTauri em 2023.

    No lugar de Pierre Gasly, que foi para a Alpine, a equipe terá Nyck de Vries. O jovem holandês estreou na temporada passada no GP da Itália, substituindo Sebastian Vettel na Aston Martin.

    Williams

    O canadense Nicholas Latifi deixou a Fórmula 1 após a temporada 2022 e será substituído pelo norte-americano Logan Sargeant, que fará sua estreia na F1 no Bahrein.

    O tailandês Alexander Albon, ex-Red Bull, competiu pela Williams em 2022 e segue para sua segunda temporada com a equipe.

    Pré-temporada 2023

    O desempenho das equipes durante os treinos de pré-temporada, que aconteceu entre 23 e 25 de fevereiro, mostrou um pouco do potencial da Red Bull.

    Dos três dias, a escuderia liderou em dois – com Verstappen, na primeira sessão, e Pérez, na última. Além disso, Verstappen foi o segundo colocado no 2º dia de treinos.

    Apesar de não despontar na pré-temporada, a Ferrari ficou na parte de cima durante as sessões. Já a Mercedes se destacou com o segundo lugar de Lewis Hamilton, no terceiro e último dia.

    Quem chamou a atenção foi a Aston Martin. Depois de um 2022 decepcionante, a equipe mostrou um desempenho acima da média, principalmente com o experiente Fernando Alonso, segundo colocado no primeiro dia e terceiro no segundo dia de testes.

    Calendário de etapas

    Made with Flourish

    A temporada 2023 da Fórmula 1 será a maior da história da categoria, com 23 provas entre março e novembro, uma a mais do que em 2022.

    Em relação ao calendário de 2022, a única corrida que não será disputada neste ano será o Grande Prêmio da França, no Circuito Paul Ricard. Em contrapartida, duas provas novas foram incluídas.

    A primeiro delas é o Grande Prêmio do Catar, em Lusail. O circuito entrou na categoria principal em 2021, esteve ausente no ano passado, e retorna em 2023.

    A outra prova que entrará no calendário é Grande Prêmio de Las Vegas, marcando o retorno da cidade à F1 após 40 anos. Ela será disputada em uma pista de rua.

    O Grande prêmio da China, em Xangai, que estava previsto para 2023 após ficar três anos fora do calendário, foi cancelado pela Fórmula 1 devido ao aumento de casos de Covid-19 no país.

    Veja a lista com todos os GPs da temporada 2023:

    • Grande Prêmio do Bahrein (Sakhir) – 5 de março
    • Grande Prêmio da Arábia Saudita (Jeddah) – 19 de março
    • Grande Prêmio da Austrália (Melbourne) – 2 de abril
    • Grande Prêmio do Azerbaijão (Baku) – 30 de abril
    • Grande Prêmio de Miami (Miami) – 7 de maio
    • Grande Prêmio da Emilia-Romagna (Ímola) – 21 de maio
    • Grande Prêmio de Mônaco (Monte Carlo) – 28 de maio
    • Grande Prêmio da Espanha (Montmeló) – 4 de junho
    • Grande Prêmio do Canadá (Montreal) – 18 de junho
    • Grande Prêmio da Áustria (Spielberg) – 2 de julho
    • Grande Prêmio da Grã-Bretanha (Silverstone) – 9 de julho
    • Grande Prêmio da Hungria (Hungaroring) – 23 de julho
    • Grande Prêmio da Bélgica (Spa-Francorchamps) – 30 de julho
    • Grande Prêmio da Holanda (Zandvoort) – 27 de agosto
    • Grande Prêmio da Itália (Monza) – 3 de setembro
    • Grande Prêmio de Cingapura (Marina Bay) – 17 de setembro
    • Grande Prêmio do Japão (Suzuka) – 24 de setembro
    • Grande Prêmio do Catar (Lusail) – 8 de outubro
    • Grande Prêmio dos Estados Unidos (Austin) – 22 de outubro
    • Grande Prêmio do México (Hermanos Rodríguez) – 29 de outubro
    • Grande Prêmio do Brasil (Interlagos) – 5 de novembro
    • Grande Prêmio de Las Vegas (Las Vegas) – 18 de novembro
    • Grande Prêmio de Abu Dhabi (Yas Marina) – 26 de novembro
    betway Mapa do site