betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Nem mesmo atletas podem compartilhar vídeos das Olimpíadas em suas redes sociais

    COI receberá mais de US$ 4 bilhões (aproximadamente R$ 20,6 bilhões) em direitos de transmissão para o período

    Atletas têm sofrido bloqueios em suas redes sociais por causa de direitos de imagem
    Atletas têm sofrido bloqueios em suas redes sociais por causa de direitos de imagem Foto: Ashley Landis/AP

    Karolos Grohmann, da Reuters

    O compartilhamento de vídeos das Olimpíadas de Tóquio nas redes sociais não é permitido, mesmo para atletas, disse o Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta quinta-feira (5), em um esforço para proteger os direitos das emissoras.

    A velocista jamaicana e medalhista de ouro Elaine Thompson-Herah foi bloqueada brevemente no Instagram na quarta-feira (4) depois de postar vídeos de suas corridas vitoriosas de 100 e 200 metros para seus 310 mil seguidores, violando os direitos de transmissão dos Jogos.

    Um porta-voz do Facebook disse mais tarde que, embora o conteúdo do Instagram, de propriedade do Facebook, tenha sido removido, a suspensão foi aplicada de maneira incorreta.

    “Nós encorajamos as pessoas, encorajamos todos, a compartilhar fotos de apresentações, mas o vídeo obviamente pertence às emissoras detentoras de direitos”, disse o porta-voz do COI, Mark Adams.

    Direitos de transmissão

    O COI receberá mais de US$ 4 bilhões (aproximadamente R$ 20,6 bilhões) em direitos de transmissão para o período, incluindo os Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang 2018 e os Jogos de Tóquio, muitos dos quais remontam aos Jogos e no apoio a esportes e atletas.

    A maior parte desse dinheiro vem da emissora norte-americana NBCUniversal — que pagou US$ 7,65 bilhões (cerca de R$ 39,5 bilhões) para estender seus direitos de transmissão nos Estados Unidos para as Olimpíadas até 2032.

    Adams disse que 90% da receita das emissoras que o COI obtém é redistribuída. “Esse dinheiro vai para o COI. Temos que proteger seus direitos, portanto, a renda que podemos redistribuir aos atletas e aos esportes.”

    Redes sociais

    As redes sociais têm se tornado cada vez mais uma forma importante de o público se envolver com os Jogos.

    Este ano, os atletas postaram TikToks virais nos bastidores, incluindo pular em suas muito discutidas camas de papelão para desmascarar as alegações de que as camas não eram fortes o suficiente para suportar atividades vigorosas e, portanto, eram “anti-sexo”.

    Mas existem direitos autorais e outras restrições aos tipos de conteúdo online que podem ser postados nos Jogos.

    betway Mapa do site