betway

Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa fecha em queda de 3,35% e dólar vai a R$ 5,40 com risco fiscal

    Moeda norte-americana fechou com alta de 4,09%, maior valorização percentual diária desde março de 2020

    Fabrício Juliãodo betway Business*Ana Carolina Nunesdo betway BusinessReuters

    em São Paulo

    O Ibovespa fechou esta quinta-feira (10) em forte queda com o mercado reagindo mal após fala do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre teto de gastos, e ainda em relação à indefinição do novo governo a respeito da equipe econômica.

    O principal índice da bolsa brasileira registrou baixa de 3,35%, aos 109.775,46 pontos. Essa foi a maior queda diária desde setembro de 2021.

    Ao longo dia, o índice chegou a atingir mínima de 4,04%, logo após pronunciamento do vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), quando esperava-se uma mensagem em tom para acalmar o mercado em relação ao risco fiscal.

    Uma bateria de resultados corporativos também repercutiu no penúltimo pregão da semana, que ainda mostrou um IPCA acima do esperado em outubro, corroborando o forte movimento vendedor.

    Já o dólar encerrou na maior valorização percentual diária desde março de 2020. A moeda norte-americana fechou cotada a R$ 5,396, alta de 4,09%, após ter registrado uma sequência de baixas na semana da definição eleitoral no país.

    Reação

    A queda acentuada ocorreu desde a abertura do mercado, às 10h, mas foi intensificada após discursos de Lula pela manhã. O presidente eleito questionou a concentração do debate econômico em torno de temas como a estabilidade fiscal e afirmou que há gastos do governo que precisam ser observados como investimento.

    “Por que as pessoas são levadas a sofrerem por conta de garantir a tal da estabilidade fiscal nesse país? Por que que toda hora as pessoas falam que é preciso cortar gastos? É preciso fazer superávits? É preciso fazer tetos de gasto? Por que as mesmas pessoas que discutem com seriedade o teto de gasto não discutem a questão social do país?”, questionou Lula.

    “Por que o povo pobre não está na planilha da discussão da macroeconomia? Por que a gente tem meta de inflação e não tem meta de crescimento?”, continuou o petista.

    Lula disse ainda que os que estão compondo a equipe de transição, não necessariamente serão ministros no próximo governo. Ainda não há nenhuma definição sobre sua equipe econômica, como o Ministro da Fazenda e da Economia.

    Inflação dos EUA

    O Índice de Preços ao Consumidor (CPI) nos EUA subiu 0,4% em outubro, segundo Departamento do Trabalho nesta quinta. Com o resultado, a taxa foi a 7,7% nos últimos 12 meses, ainda bem acima do que projetam os americanos como ideal, longe da meta de 2%.

    Ainda assim, o resultado foi melhor que o esperado e pode ser observado como sinais de que a alta dos preços nos EUA está arrefecendo.

    A desaceleração traz esperanças ao mercado de que o Fed possa tirar o pé do acelerador na sua política monetária, com aumentos menores dos juros já na reunião de dezembro, abaixo de 0,75 ponto percentual.

    A divulgação do CPI também refletiu no câmbio. O dólar chegou a moderar seus ganhos frente ao real depois do resultado da inflação norte-americana, mas ainda ronda uma alta em torno de 3%.

    Risco fiscal

    No entanto, preocupações com descontrole fiscal e retomada da pressão inflacionária no Brasil ofuscavam completamente a cena externa, e o dólar saltava ante o real, em contraste com a baixa de mais de 1% do índice que compara a divisa norte-americana a seis rivais fortes.

    Em sua primeira visita a Brasília depois das eleições, Lula se reuniu na quarta-feira com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), em duas visitas institucionais em que se negociou o caminho para aprovação da PEC da Transição necessária para gastos como a manutenção do Bolsa Família em R$ 600.

    Em discurso nesta manhã, Lula voltou a criticar o teto de gastos do Brasil e a defender gastos sociais em benefício da população mais vulnerável, aumentando temores de investidores sobre descontrole nas despesas durante o governo do petista.

    Queda generalizada

    Em mais um dia de balanços corporativos, o Ibovespa teve uma queda generalizada, com Azul, Yduqs e Hapvida liderando as perdas após divulgarem seus resultados trimestrais. A companhia aérea encerrou o dia com as ações desvalorizadas em 17,83%, a holding de educação em 13,92% e a operadora de planos de saúde com perdas de 13,67%.

    A Hapvida teve queda de 21% no lucro do terceiro trimestre, enquanto a Azul divulgou que reduziu parte do seu prejuízo bilionário, para R$ 1,6 bilhão ante R$ 2,2 bilhões no mesmo período do ano passado, mas ainda assim não foi o suficiente para manter a confiança dos investidores.

    Gerdau, Klabin, Embraer, Vale, Suzano e CSN foram as responsáveis pelo cenário positivo desta quinta-feira. A mineradora CSN teve valorização de 2,77%. Suzano de 2,29% e Vale de 1,91%.

    betway Mapa do site